#09 – Superpoderes no audiovisual | AudiovisualCast

Você conseguiu “ver” o que o Demolidor “vê”? Já sentiu a força Jedi?

Literatura e quadrinhos sempre nos presentearam com ótimos personagens possuidores de todos os tipos de superpoderes.  No audiovisual, novas regras. Com novas regras, novas estratégias para sentirmos esses poderes.

Glauco Toledo, Felipe Amaral, Paulo Mendonça, Fabiana Cervato e eu conversamos sobre o lugar que o audiovisual ocupa como uma reapresentação fiel de realidades e debatemos como essas produções fazem para que o público sinta a existência desses poderes.

Personagens adaptados e nativos das mídias audiovisuais passaram pela nossa conversa, como os heróis da DC, Marvel, a saudosa série Heroes, Drácula, Star Wars, Power Rangers, Corpo Fechado, O Senhor dos Anéis, Harry Potter, True Blood, Game of Thrones, Watchmen, Chapolin Colorado e vários outros.

Se preferir, escute pelo celular.

Quer contribuir com a discussão? Comente aqui ou mande um email para contato@audiovisualcast.com.br. O resultado será trazido no próximo episódio!

Vídeos citados no episódio:













E se quiser usar algo dito nesse podcast em sua pesquisa, facilito pra você:

TOLEDO, G. M.; AMARAL, F.; MENDONÇA, P.; CERVATO, F.; OLIVEIRA, B. J. Superpoderes no audiovisual | AudiovisualCast. Podcast (68 min), 2017. Disponível em: <http://audiovisualcast.com.br/2017/11/09-superpoderes-no-audiovisual-audiovisualcast>. Acesso em: 15 Out. 2018.

Músicas utilizadas no episódio: The Long Goodbye by John Pazdan (c) copyright 2008 Licensed under a Creative Commons Attribution license. http://dig.ccmixter.org/files/flatwound/14476 | www.bensound.com
As imagens da capa são de propriedade da 20th Century Fox, DC Comics/CBS e Universal Studios e os áudios usados no episódio são de propriedade da DC Comics/Mutual Broadcasting Network, DC Comics/CBS e Walt Disney Studios Motion Pictures e foram empregados neste podcast para fins de estudo e crítica, uso permitido conforme prevê o artigo 46 da Lei Nº 9.610/98.

Licença Creative Commons

One comment

Contribua com a discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *